Cuidados a ter…

 

Com as suas personalidades brincalhonas, temperamento afectuoso, e aparência selvagem os Bosques da Noruega são a companhia ideal. Para manter este companheiro dos Vikings saudável e feliz, é necessário ter uma atenção especial às suas necessidades físicas e emocionais. As necessidades físicas consistem em providenciar um adequado alojamento, cuidados de saúde, alimentação, higiene, etc.  

Já na parte emocional é necessário que o trate como membro da família, não esquecendo que se trata de um felino e o quão prejudicial é humanizá-lo excessivamente. Estimule a sua inteligência natural e o seu instinto de caçador através de jogos e brinquedos. Deixe-o expressar os seus interesses e acima de tudo trate-o com muito amor e carinho, tudo isto fará o seu Bosque muito feliz. 

 

A chegada a sua casa 

A chegada de um membro novo a sua casa é um momento muito emocionante! Pense em toda a alegria que você poderá ter nos próximos anos. Para que essa experiência se inicie da melhor maneira possível é necessário fazer alguns preparativos.  

Existem algumas coisas que são indispensáveis, tais como: 

  • Cama; 
  • Tacinhas de vidro ou inox (para a comida e água, taças duplas com comida e água não devem ser utilizadas, uma vez que a água pode ficar contaminada pela comida); 
  • WC e respectiva areia (esta deve ser limpa todos os dias e nunca ser colocada perto do local da comida ou da água); 
  • Arranhador; 
  • Brinquedos; 
  • Produtos de higiene (shampoo, pentes, cardadeiras, corta-unhas); 
  • Transportadora; 
  • Arreio e trela (os Bosque da Noruega são muito aventureiros e adoram explorar o mundo exterior, se o pretender levar a passear escolha locais seguros e calmos). 

No primeiro dia, programe-se para passar o dia inteiro com o seu gatinho. Não se esqueça que  é a primeira vez que ele se separou da sua mãe e dos seus irmãos, o que pode fazer com que ele se sinta sozinho e desorientado. Se existirem outros animais em casa mantenha-se vigilante e agindo calmamente para reduzir a chance de um primeiro encontro desagradável. Dentro de poucos dias verá que são os “melhores amigos”.  

Um gatinho brincalhão e inteligente adora investigar todos os objectos de sua casa, cheirando, tocando, provando  e mastigando. Para que a sua casa seja um ambiente seguro para este pimpolho é necessário que tenha especial atenção a:  

  • Objectos de pequenas dimensões (linhas, agulhas, lâminas de barbear, elásticos, clipes, etc.); 
  • Medicamentos (o paracetamol é altamente tóxico para o seu gato, nunca dê medicamentos sem o conselho do seu veterinário) 
  • Produtos químicos, vernizes tintas, pesticidas; 
  • Plantas de interior; 
  • Cabos eléctricos e tomadas de electricidade; 
  • Sacos de plástico e objectos de espuma; 
  • Tampas do caixote de lixo e da sanita; 
  • Objectos suspensos; 
  • Fogões e outros electrodomésticos (ferros de engomar, etc.); 
  • Varandas sem vedação, janelas, escadas. 

 

Alimentação 

Um gatinho que esteja sob uma alimentação saudável apresenta-se com pêlo brilhante, com bom apetite, é  brincalhão e activo. Nos primeiros tempos, é aconselhável manter a mesma alimentação que o criador praticava e só depois e se assim o entender, poderá alterar progressivamente a alimentação, evitando assim distúrbios intestinais. 

É de conhecimento que os gatos selvagens alimentam-se de pequenas presas, fazendo assim pequenas refeições várias vezes ao dia. Seguindo esta linha de raciocínio muitas pessoas alimentam os seus companheiros felinos com ração sempre à disposição. Contudo esta prática pode contribuir para a obesidade se o gato em questão for um pouco mais guloso. Deve-se assim tentar estabelecer  um tipo de alimentação e uma dosagem adaptada às necessidades do seu Bosque e de preferência uma ração de gama alta e, se o entender, sem cereais.  

Antigamente aconselhava-se a praticar uma alimentação exclusivamente de ração seca. Além de ser muito mais prático, uma boa parte dos gatos adaptam-se rapidamente a este tipo de alimentação, recusando outras opções como ração húmida ou carne. Contudo, um dos grandes problemas da ração seca na alimentação dos gatos está relacionado com a ingestão de água, pois a ração seca contém apenas 10% de água. Gatos selvagens que se alimentam de pequenas presa, as quais  o próprio corpo representa 80% de água, ingerem quase toda a água necessária à sua alimentação, tendo assim que beber pouca água adicional. Desta forma, os gatos bebem muito pouca água espontaneamente e como a ração seca oferece uma pequena quantidade de água, muitos felinos que têm esta dieta apresentam problemas urinários. Para contornar este problema, hoje em dia defende-se que uma alimentação complementada por ração húmida pode ser uma melhor opção de alimentação para gatos, pois a quantidade de água disponível é muito maior e corresponde a cerca de 80%. Deve-se assim oferecer diariamente comida “húmida” em latinhas, pescada, frango e coelho cozidos em casa sem sal.  

Em alternativa é possível alimentar o seu Bosque da Noruega através de BARF (Biologically appropriate raw food). Porém, em primeiro lugar deve informar-se de como fazê-lo adequadamente.  

Independentemente da comida  que escolher para o seu gatinho lembre-se que o Bosque da Noruega é um animal carnívoro e precisa que a comida seja equilibrada e satisfaça  as suas necessidades nutricionais, um défice de determinado nutriente pode originar problemas de saúde.  

Tenha sempre atenção se o gatinho tem água fresca à disposição. A melhor forma de o garantir é através de fontes de água que através da circulação da própria água mantêm-na  fresca durante longos períodos de tempo.  

 

Saúde 

É importante que o seu gatinho seja seguido regularmente por um veterinário, pelo menos uma vez por ano, para uma consulta de rotina, análises e vacinação.  Deve também ser desparasitado periodicamente interna e externamente.  

Esteja sempre atento ao seu gato e a qualquer mudança de comportamento. Existem diversas doenças que os felinos podem contrair que são tratáveis através de medicação ou vacinas, mas nunca as tente diagnosticar sozinho, procure sempre a ajuda de um veterinário. 

 

Higiene 

Apesar de ser um gato de pêlo semi-longo, o Bosque da Noruega possui um tipo de pêlo que repele a água e a sujidade pelo que não são necessários banhos muito frequentes mas que em caso de necessidade devem ser dados com produtos específicos para gatos. 

Deve ter atenção para que não entre água nos olhos e nos ouvidos e às correntes de ar enquanto o seu gatinho estiver molhado. 

A escovagem é, no entanto, importante e deverá ser feita pelo menos uma vez por semana, principalmente na época de muda (Primavera/Verão) para libertar o manto do pêlo velho, eliminar possíveis nós e acelerar a sua renovação. 

Referencias: Dandy Tails – Norwegian Forest Cats; Hills Pet